Em meio a crise, Goiás se destaca por pagamento em dia a servidores públicos

FONTE: https://www.jornalopcao.com.br/ultimas-noticias/em-meio-a-crise-goias-se-destaca-por-pagamento-em-dia-a-servidores-publicos-141105/



De acordo com informações do governo de Goiás, o pagamento dos funcionários públicos pelo Estado tem sido realizado em dia, apesar das dificuldades financeiras que enfrenta. Além disso, os reajustes têm sido sempre acima da inflação. Os servidores com salário de até R$ 3,5 mil recebem no mês trabalhado. Eles correspondem a 70% do total dos trabalhadores do Estado. Outros estados do país, no entanto, têm sentido a crise chegar, também, no bolso dos servidores públicos.

No Rio de Janeiro, por exemplo, os servidores ficaram quase dois anos com salários atrasados ou recebendo parceladamente. Somente neste ano, os cariocas receberam o 13º de 2016. Em Goiás, houve, inclusive, meses em que o funcionário recebeu antecipadamente, como em dezembro de 2017 e agosto deste ano. Os trabalhadores que recebem mais de R$ 3,5 mil têm o pagamento depositado até o décimo dia útil do mês, conforme previsto em lei.

Os compromissos com fornecedores e prestadores de serviço também têm sido regularizado. Na última quarta-feira (3/10), a Diretoria Geral de Administração Penitenciária (DGAP) acertou um repasse de R$ 661,75 mil à empresa responsável pelo monitoramento de presos por meio de tornozeleiras eletrônicas. O que possibilitou o retorno à prestação normal do serviço.

A área da Segurança Pública é uma que tem recebido investimentos constantes. Neste ano, para reduzir os índices criminais, o governo entregou novas viaturas, que já estão circulando.  O resultado tem sido a diminuição constante dos índices criminais. Dados da Secretaria da Segurança Pública (SSP) mostram que, de janeiro a setembro de 2018, no comparativo com o mesmo período de 2017, houve queda em 11 dos 12 indicadores prioritários. O número de homicídios caiu 12,1%, o de roubo de veículos recuou 33,1% e o de roubo no comércio baixou 48,62%.

Outro repasse realizado na última semana foi destinado à Organização (OS) Gerir, que administra o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo). Com a transferência de R$ 4 milhões, os serviços foram mantidos dentro da normalidade. Em visita ao hospital, o secretário da Saúde, Leonardo Vilela, informou que 95% dos leitos estavam ocupados, inclusive todos os 57 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Outros Estados

Em Minas Gerais, o governador Fernando Pimentel adotou o parcelamento do pagamento. No Estado, que tem o terceiro maior Produto Interno Bruto (PIB) do País, os servidores com salários até R$ 6 mil tiveram o pagamento parcelado em duas vezes. Acima disso, em três vezes. Ainda assim, as parcelas têm sofrido atrasos reiteradamente. Por causa da situação, servidores promoveram protestos e paralisações. Os servidores públicos do Rio Grande do Sul, quinto maior PIB do Brasil, têm sofrido com um atraso de 35 meses no pagamento. Desde setembro de 2017, os funcionários do Poder Executivo recebem escalonadamente, sem data fixa, dependendo da entrada de recursos no Tesouro.

Em Sergipe, desde 2015, os salários têm sido pagos com atraso. A situação causou protestos até mesmo de policiais militares da reserva. O 13º do ano passado só foi pago em 2018. Mesmo com decisão do Tribunal de Justiça determinando que os pagamentos sejam regularizados, o Governo sergipano afirmou, via Secretaria de Comunicação, que a situação financeira não permitiria a resolução do caso.


FONTE: https://www.jornalopcao.com.br/ultimas-noticias/em-meio-a-crise-goias-se-destaca-por-pagamento-em-dia-a-servidores-publicos-141105/



0 visualização

SINDIAGRI - Sindicato dos Trabalhadores do Setor Público Agrícola do Estado de Goiás

CNPJ: 33.637.562/0001-08

Razão social: Sindicato Trabalhadores St Publico Agricola Estado Go

Data de abertura: 25/1/1990

Endereço: R 227 A, 195, St Leste Universitário, Goiânia, GO, CEP 74465-539, Brasil